Isidoro, um negro de quilate

Project Description

Nome do Grupo, Companhia ou Artista: Evandro Passos


Estilo: performance


Sinopse: A performance traz para a cena a história do homem negro escravizado Isidoro Amorim. Isidoro foi escravizado e conseguiu adquirir sua carta de alforria. Tornou-se um dos maiores faiscadores de diamantes nas Minas Gerais. Tão logo a população de Diamantina, Ouro Preto, Mariana, Sabará e outras cidades históricas de Minas Gerais tomaram conhecimento dos inúmeros diamantes em mãos de Isidoro, os mesmos o procuraram na tentativa de comercializar sem conhecimento da intendência da época.

Isidoro os comercializava não para enriquecer sozinho, mas sim para libertar outros negros e negras do cativeiro. Ao tomar conhecimento dos feitos do negro Isidoro o intendente, recém-chegado no Arraial do Tijuco, hoje Diamantina, ordenou que o mesmo fosse capturado e preso. Ao ser preso Isidoro foi torturado por mais de duas semanas em uma prisão improvisada no centro do Arraial do Tijuco. Em um espaço onde embaixo estavam os funcionários da coroa, da intendência e acima a sala improvisada, propositalmente, para que aqueles que faziam contrabando com o Isidoro ouvisse os gemidos da tortura. Isidoro era torturado dia e noite, porém não delatou ninguém. Após sua morte passou a ser reverenciado nas Irmandades negras em várias cidades históricas. Até hoje não se sabe onde os diamantes do negro Isidoro foram enterrados. Razão pela qual Diamantina, Ouro Preto, Sabará se tornaram verdadeiras minerações a céu aberto, sem sucesso.

Ficha Técnica: Evandro Passos – ator e direção geral. Leo Santos – músico percussionista. Neusy Cirino – produtora.


Fonte: Acervo do ator


Foto: Acervo do ator

Project Details

Ano de estréia:

Data de inserção

6 de dezembro de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *